Torcedores do Flamengo relatam os momentos de horror vividos depois da partida contra o Goiás

Após deixar o Estádio Serra Dourada, em Goiânia, uma Van que prestava serviços ao Flamengo foi vítima de uma emboscada de pessoas que não vou caracterizá-los como torcedores,  informações preliminares davam conta de que não houve feridos o que foi rebatida por um dos passageiros, um deles quebrou o braço e outros, incluindo o próprio, sofreram escoriações e cortes. Segundo ele, que pediu para não ser identificado, a van não transportava material e funcionários do clube, mas sim torcedores, incluindo mulheres e crianças, que precisaram deitar no chão para não serem atingidas por pedras.

fotos_torcedor-flamengo-agressao-goiania

De acordo com o Batalhão de Eventos da Polícia Militar de Goiânia, que repassou o caso à Polícia Civil, o clube carioca e a empresa responsável não solicitaram escolta para deixar o Estádio, o torcedor confirma que a van foi para o hotel sem proteção policial, ao contrário do que aconteceu no trajeto de ida para o estádio.

– Tínhamos deixado os carros no hotel em que estava a delegação do Flamengo e seguimos em uma van com escolta atrás do ônibus dos jogadores. Depois do jogo, em vez de seguirmos de volta atrás do ônibus, também com escolta, a van saiu na frente. Duas pessoas, que só posso chamar de bandidos, nos seguiram em uma moto, e quando saímos da área do estádio um moleque sem camisa desceu da garupa da moto, apontou um morteiro e disparou contra a van. Em seguida começaram as pedradas. Parecia um filme de terror – disse o torcedor.

ataque_1

O  passageiro da van diz que o motorista, assustado com a ofensiva, fugiu e ele mesmo assumiu a direção do veículo.

– O motorista fugiu, eu saí da van e comecei a trocar pedras com eles. Para fugir daquele tormento e tirar todas as pessoas da van daquele lugar, tive que assumir a direção. Dei ré, manobrei e segui na contramão como um doido até chegar em um local mais seguro. Só pensava em fugir dali. Consegui chegar a uma farmácia e procurei ajuda – diz o torcedor, acrescentando que a PM chegou ao local duas horas depois do incidente, com o motorista, que alegou ter fugido para pedir ajuda.

ataque_4

Paro pra pensar como pessoas idiotas conseguem pensar em machucar pessoas, com pedradas, pauladas, chutes, até mesmo matar, simplesmente pelo fato de ela não torcer pro mesmo time que o seu, e isso não e um caso que acontece só em Goiânia, está espalhado pelo Mundo, ao invés de evoluir tem seres humanos que estão regredindo mentalmente.

2 comentários em “Torcedores do Flamengo relatam os momentos de horror vividos depois da partida contra o Goiás

  1. O problema é que esses mesmos torcedores que foram agredidos, amanha estarão agredindo outros torcedores também, essas pessoas na verdade torcem pelas torcidas organizadas deles e não pelo time.

  2. Muitos desses marginais não sabem nem o nome de 3 jogadores do time que ele “torce”, ele só vai ao estádio pra usar drogas, fazer arrastão, brigar, e muitos desses com várias passagens pela polícia

Deixe uma resposta