Marcos Assunção agrediu Valdívia

assuncao

O ex-jogador Marcos Assunção revelou em entrevista ao jornal “Diário de S. Paulo”, nesta terça-feira, que deu um soco no meia Valdívia em 2012, quando jogava no Palmeiras. Segundo ele, a briga aconteceu na semana anterior ao empate em 1 a 1 com o Flamengo, resultado que decretou o rebaixamento do clube para a Série B.

Assunção não poupou críticas ao ex-colega, que o atacou em entrevista publicada no dia anterior no jornal “O Estado de S.Paulo”. O Chileno contou que havia brigado com o companheiro que “falava que estava jogando no sacrifício e saía como o cara que estava se matando pelo time sozinho”.

– O Valdívia é um bosta. Está falando essas coisas para sair como o bonzão. Quer tirar o dele da reta – afirmou o volante.

Assunção disse que foi chamado pelo técnico Gilson Kleina e pelo gerente César Sampaio, na época, que falaram que outros atletas estavam incomodados com as declarações dadas pelo capitão da equipe à imprensa naquele momento complicado.

– Eu perguntei se era o Valdívia quem tinha reclamado. Sabia que ele falava mal de mim pelas costas. O Sampaio confirmou. Fiquei maluco.

O volante disse que pediu uma reunião com o elenco e que, durante o bate-papo, Valdívia interrompeu Kleina, o que deu início a uma discussão.

– O cara era um sem-vergonha. Vivia fazendo corpo-mole. O sangue subiu e, quando ele chegou perto, eu dei um soco na cara dele.

Assunção conta que depois do que ocorreu recebeu apoio de outros colegas, que diziam que Valdívia “estava merecendo”.

– Alguns jogadores me cumprimentaram pelo que fiz.

Deixe uma resposta