Bomba! Hackers vazam lista de jogadores que usaram substâncias proibidas na Copa do Mundo

Nesta terça-feira, um grupo russo de hackers “Fancy Bears” divulgou um documento da Fifa, com 25 nomes de jogadores que utilizaram substâncias proibidas na Copa do Mundo da África do Sul, de 2010, porém com a permissão da entidade. Foram usados itens incluídos na lista de uso terapêutico de exceção (Therapeutic use exemption, os TUEs) da Agência Mundial de Antidoping (Wada). Portanto, os casos não configuram doping. Foram divulgados também pelos hackers, planilhas com todas as amostras flagradas em exames antidoping no futebol nos anos de 2015 e 2016. No arquivo, foram encontrados 2963 amostras brasileiras, porém, não tem nomes dos jogadores.

Os TUEs são medicamentos usados por atletas com anuência das entidades reguladoras do esporte. Seu uso deve ser informado e é rigidamente regulado. Em sua maioria, a utilização é feita para tratamento médico.

O médico da delegação argentina em 2010, Donato Villani, afirmou ao diário “Olé”, que não tem nenhuma preocupação com o vazamento dos arquivos. Ele confirmou o uso das substâncias e reforçou que tudo foi feito com autorização da Fifa.

– Isso não tem sentido. Foram todas as coisas que se fizeram sob as leis. Os russos não descobriram nada. Em cada caso houve um certificado de excepcionalidade terapêutico. Por exemplo, o corticoide está proibido sob qualquer prescrição, salvo a infiltração articular. Se você pede um certificado de exceção terapêutico, é porque tem que fazer a infiltração no joelho. A Fifa emite o certificado e você pode usar – declarou Villani.

Veja os jogadores e medicamentos vazados:

ARGÉLIA

  • Ryad Boudebouz (Triamcinolona)
  • Karim Matmour (Formoterol, Salbutamol, Budesonida)

ALEMANHA

  • Christian Träsch (Salbutamol, Budesonida y Viani)
  • Mario Gómez (Salbutamol)
  • Hans-Jörg Butt (Salbutamol, Formoterol)
  • Dennis Aogo (Salbutamol)

ARGENTINA

  • Carlos Tevez (Formoterol, Salbutamol, Budesonide e Betamestasone)
  • Gabriel Heinze (Betametasone)
  • Diego Milito (Betametasone)
  • Walter Samuel (Betametasone)
  • Juan Sebastián Verón (Betametasone)

CHILE

  • Fabián Orellana (Salbutamol)
  • Humberto Suazo (preparação derivada de plaquetas)

COSTA DO MARFIM

  • Kanga Akalé (Salbutamol)

ELOVÁQUIA

  • Martin Jakubko (Budesonida)

ESLOVÊNIA

  • Marko Suler (Formoterol y Salbutamol)

ESTADOS UNIDOS

  • Heath Pearce (Salbutamol)

GRÉCIA

  • Georgios Tzavellas (Betametasona)
  • Pantelis Kapetanos (Celesetone)

ITÁLIA

  • Vincenzo Iaquinta (Betametasona)
  • Mauro Camoranesi (Triamcinolona y ​​Xylocaine)

HOLANDA

  • Dirk Kuyt (Dexametasona)

NOVA ZELÂNDIA

  • Tim Brown (Dexametasona, Fentanilo y Sevredol)
  • Kosta Barbarouses (Triamcinolone)
  • Ryan Nelsen (Prednisona)

Deixe uma resposta