Aránguiz descarta clube inglês e pede para jogar na Alemanha: “Me deixe ir”

ara2

Charles Aránguiz, resolveu falar sobre essa novela, se ele vai ou não embora do Inter, sem rodeios, admitiu o desejo de atuar na Europa, especificamente no Bayer Leverkusen, clube alemão com o qual mantém conversas, descartou se transferir para o Leicester City, outro interessado e que havia feito a melhor proposta econômica, tanto para o jogador quanto para o Inter, Feliz no Colorado, o jogador disse que não pretende sair para uma vitrine menor apenas por dinheiro.

Na entrevista exclusiva à RBS TV e ao GloboEsporte.com, o chileno de 26 anos abriu a sua residência, localizada na zona norte de Porto Alegre, para manifestar o desejo de dar uma guinada na carreira e tentar a sorte no futebol europeu. Tem mais dois anos e meio de contrato.

– Neste momento, há a probabilidade de sair, jogar na Europa. Para mim, é um sonho que vivo. Tem uma proposta da Alemanha, a qual me agradou muito. Creio que daria um passo muito importante na carreira e espero que os dirigentes entendam minha parte desportiva – disse o jogador durante a conversa de cerca de 20 minutos. – Eu quero ir, tenho muita gana. Se eu não for, vou ficar feliz em jogar no Inter, assim como a minha família.

Neste sábado, a direção do Inter, por meio do vice-presidente de futebol Carlos Pellegrini, negou oferta oficial do Leverkusen e avisou que as negociações para a saída do volante estão na “estaca zero”. O atleta, segundo o dirigente, voltará à rotina normal no clube na segunda-feira.

– O Inter aceita conversar com o Bayer, mas não chegou nenhuma proposta oficial. E o Inter não é obrigado a aceitar proposta se ela não chegar nos moldes que o clube espera – disse Pellegrini, ao GloboEsporte.com.

Durante a semana, Aránguiz se viu em meio a uma incômoda queda de braço. De seu lado,  acertou-se com o Leverkusen a partir de conversa com o manager Jonas Boldt. A proposta alemã foi na casa dos 9,7 milhões de euros (cerca de R$ 36,47 milhões). Um grupo de empresários, por outro lado, apresentou oferta do Leicester City perto dos 15 milhões de euros (R$ 56 milhões), mas não conseguiu o “sim” do chileno.

O que deve dificultar a negociação é a grande diferença no montante, até porque o Inter tem dívida de cerca de R$ 6 milhões pela aquisição do meio-campista, realizada pelo investidor Delcir Sonda em 2014. Para tentar convencer o clube gaúcho, o Leverkusen tentará ceder parte do percentual de uma futura venda do atleta.

Já no final da entrevista, após 23 minutos de conversa, Aránguiz ainda foi além. Questionado sobre o significado de frases tatuadas no braço esquerdo, fez um clamor direto ao presidente Vitorio Piffero, que comprovam sua decisão:

– Está escrito “presidente, me deixa ir embora”. Por favor! Estou muito agradecido ao torcedor do Inter, mas é preciso entender que desejo crescer esportivamente. Quem sabe um dia eu retorne.

Deixe uma resposta